sábado, 26 de janeiro de 2013

"...o Sporting deve evitar aventuras..."


"Olhe, até por isto: se houver uma AG a meio de fevereiro, eu, mesmo que eventualmente não esteja convencido com a gestão do eng. Godinho Lopes, o que é difícil que esteja, vou ser forçado a defendê-lo para evitar uma enorme crise institucional do Sporting numa altura completamente inoportuna. Eu, como sócio, preferia dizer "sim" ou "não" ao eng. Godinho Lopes tendo esta época terminada e quando não estivesse em causa, no curto prazo, nenhum efeito sobre a equipa de futebol."
Record - Acha que se reflecte na equipa?
"Claro que sim! Esta guerra de poder contamina e é um factor de instabilidade permanente sobre a equipa. Aliás, até há comentadores a darem nota que o candidato Bruno de Carvalho está preocupado e a acelerar essa guerra de poder por o Sporting estar a conseguir alguns resultados, ainda muito tímidos infelizmente, positivos. Custa-me a crer que isto seja verdade, mas é a sensação que passa com todo este afã pelo poder que está a ser demonstrado nas últimas semanas."
Record - Há muita gente que olha para o Bruno Carvalho como uma ameaça para o clube. Está nesse grupo?
"Não conheço o senhor Bruno de Carvalho e não quero ser injusto. Por outro lado, não quero radicalizar o discurso. É evidente que o Sporting deve evitar aventuras como aquelas que viveu no tempo de Jorge Gonçalves ou aquelas que se verificaram no nosso clube rival, o Benfica, há dez anos. Também essas pessoas chegaram a presidentes dos clubes quando os adeptos estavam desesperados e tiveram sempre sócios muito respeitáveis a emprestar-lhes a credibilidade que não tinham. Esses mesmos sócios, passado algum tempo, desencantaram-se e saíram das direcções tanto de Jorge Gonçalves como de Vale e Azevedo."
Record - E?...
"Eu não estou em condições de fazer esse juízo de valor absoluto sobre o senhor Bruno de Carvalho. A única coisa que digo é que do ponto de vista do interesse da instituição e como associado defendo que uma avaliação desta direcção só devia ser feita em AG no fim da época. E se for feita, como parece ser um facto assumido pelo presidente da mesa da AG, já em fevereiro, vamos ser forçados, mesmo aqueles que não se revêem totalmente na direcção do eng. Godinho Lopes, a apoiá-lo, pois o Sporting não pode ficar ingovernável, o Sporting não pode ter como única alternativa um vazio completo que ainda por cima pode atirar o clube para um aventureirismo que pode ser mortal."

15 comentários:

  1. Pois deve, para aventuras já bastaram os últimos 15 anos.

    ResponderEliminar
  2. "uma avaliação desta direcção só devia ser feita em AG no fim da época. E se for feita, como parece ser um facto assumido pelo presidente da mesa da AG, já em fevereiro, vamos ser forçados, mesmo aqueles que não se revêem totalmente na direcção do eng. Godinho Lopes, a apoiá-lo, pois o Sporting não pode ficar ingovernável, o Sporting não pode ter como única alternativa um vazio completo que ainda por cima pode atirar o clube para um aventureirismo que pode ser mortal."
    Isto é claro e óbvio. Só não vê isto quem quer o poder a qualquer custo ou então é completamente imaturo e vive no mundo da Lua, numa realidade virtual em que pensa que o dinheiro nasce nas árvores.
    JR

    ResponderEliminar
  3. Mas o que é que há para avaliar no fim da temporada? Se ficamos em 3º? Em 4º? 5º, 6º? Desde quando é que fazer 100M€ em dívida em ano e meio, contratar 5 treinadores em 2 anos, comprar um plantel a peso de ouro e desfazê-lo ao preço da uva mijona, é garantia de benefício de dúvida para alguém? Esta personagem tem dúvidas do que? O que é preciso fazer para atestar da incompetência de GL? O Sporting pedir insolvência? Não havemos de estar assim tão longe!

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  10. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  14. Grande Sportinguista:

    http://ocacifodopaulinho.files.wordpress.com/2013/01/pires-de-lima.jpg?w=570

    Aventurismo diz ele, como se a continuidade durante estes últimos 17 anos tem feito um trabalho espetacular! 17 anos de gestão danosa! Já deixaram o Sporting sem muitos sócios, sem praticamente património nenhum, falência técnica, um enorme passivo, titulares vendidos por trocos, jogadores dados ao Porto, etc etc

    O único presidente que me faz lembrar o Vale e Azevedo e o Jorge Gonçalves chama-se Godinho Lopes...

    Quem não defende a AGE, não defende os sócios, consequentemente não defende o Sporting, porque o Sporting são os seus sócios! Quem for sócio do Sporting e não defende a AGE, merece ser expulso de sócio.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tens a certeza? Nem com 800 sócios ficavas! Tem mas é juízo e aprende a respeitar o direito a uma opinião diferente, porventura de quem sabe mais que tu.

      Eliminar