quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Estatutariamente falando...


Os estatutos estão a ser lidos de forma enviesada...
Da forma como o PMAG está a "ler", irá acontecer o seguinte:

Desde que estejam no mínimo 750 votos dos subscritores da petição inicial da AG, o GL pode ser destituído da função!
Isto, no entender do PMAG e segundo a sua leitura dos estatutos, acontece, mesmo que lá estejam 2000 votos que não queiram a destituição do presidente.


Democracia?!?!?!?
Ouvir os sócios?
Ou, são só os 750 votos que importa ouvir?

Chamo a atenção ao PMAG que não está a fazer transplantes!!!
Não pense que pode tirar um "fígado" e meter na cadeira de presidente o "fígado" que quiser!!!
A palavra é dos sócios, de todos os sócios!!!

23 comentários:

  1. E os sócios decidirão na AGE. Qual é o problema?

    ResponderEliminar
  2. Esses 750 votos são uma exigência estatutária para que se proceda a uma votação que pode até nunca vir a acontecer. Ninguém quer admitir mas como sempre no futebol vai depender tudo dos próximos resultados e até lá. A ganhar cai a MAG. A perder GL demite-se antes e nem há AGE.

    ResponderEliminar
  3. Não serão concerteza só 750 socios que estarão presente e acho não há nenhum impedimento para todos os sócios que queiram, seja qual for a sua opinião - comparecam na AG

    Já agora alguem me pode esclarecer o seguinte :

    "com uma delas a passar pela entrega das verbas correspondentes à quotização nos próximos 40 anos" - entaõ não era só uma garantia ?

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  6. Todos sabemos que isto é um golpe da lista derrotada nas eleições.
    Conseguiram eleger o PMAG e este funcionou sempre como contra-poder,sempre desacreditando o CA na comunicação social e eis-nos chegados ao ponto que sempre pretenderam,substituir a lista vencedora pela derrotada antes do fim do mandato.
    Isto adivinhava-se desde a noite eleitoral.
    A partir desta conspiração vergonhosa,os presidentes do clube ficam sujeitos a chicotada psicológica,dependentes do resultado do futebol tanto quanto os treinadores.
    O bando de ignorantes e broncos que se desmultiplicam na blogosfera desesperados por calar quem não apoia golpes sujos,não atinge o que isto trará de perverso ao futuro do clube.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 1) O PMAG em momento algum funcionou como contra poder. É desbocado, concordo, mas sempre apoiou o CD.
      2)A noite eleitoral indicou uma única coisa, que ainda ninguém fez: A criação de uma segunda volta eleitoral, já que ninguém atingiu os 50%. Mais, o movimento é autonomo e não é de nenhum dos candidatos...
      3) A chicotada psicológica de presidentes sempre existiu nos estatutos. Simplesmente nunca se tinha chegado ao extremo de ser necessário utilizá-la. Se se der ao trabalho de pesquisar, as criticas não são só desportivos. São financeiros também e ausência da lista que foi votada (Barbosa, Cristovão, Duque e Freitas, Domingos, enfim...)
      4)O bando de ignorantes só pode ser quem, de uma forma cega, continua a apoiar uma direcção que nos levará para o abismo. Porque nós, não estamos só na blogosfera, como poderá confirmar pelos 3500 votos que pedem a destituição do actual CD. E o anónimo, só responde aqui, ou dará a cara na AGE?

      Eliminar
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  8. É difícil perceber que todos os sócios podem ir AGE votar aquilo que quiserem? Não são 750 que decidem, são todos os que comparecerem. Não queres a destituição, vais e votas, fica fácil.

    Curioso, estes mesmos estatutos ditaram que o vencedor das eleições tivesse menos votantes que o segundo classificado, mas nesse caso, já era a democracia a funcionar não era?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deves ser burro, pá!

      Não sabes que vence quem tem mais votos e não forçosamente quem tem mais votantes?

      Pela simples razão que um votante pode ter direito a mais que um voto, pela sua antiguidade de sócio.



      Eliminar
    2. Tu é que deves ser burro pá!
      Ganhou porque teve mais votos, mas nao ganhou perante a maioria dos votantes.
      É óbivo que esses votantes em maioria vendo o clube do coraçao estar no estado que está, a ser gerido pela minoria, queiram ter voz para repor a verdade e ver respondidas as questões das quais ha muitas duvidas.
      Com a quantidade de erros que este CD cometeu até ao momento e com a perda de vários dos seus membros para a qual foi votada em Março de 2011; os sócios apenas se querem pronunciar quanto ao rumo que este cd está a tomar. É tão simples quanto isto.

      Eliminar
  9. Que confusão que para aí vai...presença de 750 votos signatários são o mínimo necessário para que a Assembleia se realize. Se esta se realizar, na consequente votação todos os votos contarão normalmente.

    ResponderEliminar
  10. A acefalia de quem defende o actual poder transcende-me.

    Não são Sportinguistas. São piores que lampiões.

    ResponderEliminar
  11. AI MEU RICO SPORTING MEU AMOR ESTAS PERDIDO QUEM TE PUDESSE AJUDAR

    ResponderEliminar
  12. A falta de informação não raras vezes provoca dissabores. Apoiarem Godinho Lopes quando este é sem dúvida alguma o pior presidente da história do nosso clube é algo que igualmente vai ficar nos anais mais negros da história deste clube. Prefiro apertar a mão a um lampião que a um "Sportinguista Godinhista"

    ResponderEliminar
  13. Conselheiro, qual é o teu problema com os meus comentários ?

    Não gostas que te critiquem ?

    ResponderEliminar
  14. Os 750 votos (daqueles que assinaram o requerimento) são uma obrigação para a AG acontecer.
    A votação para a destituição será para todos os sócios presentes e por maioria simples.
    Repito todos os sócios presentes podem votar na Destituição da Direcção. Todos.

    ResponderEliminar
  15. O problema é que não chega uns tantos assinarem e outros pagarem um pavilhão. O mais importante, a justa causa, não existe e nunca existiu e se existisse já tinha que ter sido revelada há muito tempo. Quem assinou subscreveu o quê ao certo? Os olhos do presidente ou fez a vontade aos amigos? E a MAG aceitou o quê ao certo? Só vamos saber na AGE? Não pode ser, isto não passa tudo de uma grande irregularidade com a cobertura da Mesa. Por isso é que nem vale a pena impugnar uma coisa que não tem qualquer valor jurídico e só envergonha o SCP. A única coisa que importa é que voltamos a ter um treinador e o Jesualdo incomoda muita gente!

    ResponderEliminar
  16. Justa causa?

    -Resultados Financeiros Desastrosos
    -Resultados Desportivos Desastrosos
    -Mandato completo sem títulos (Até Março de 2014 estamos impossibilitados de ganhar títulos ou taças)
    -Elenco directivo sem os principais pilares do projecto que foi a sufrágio.
    -5º Treinador em ano e meio.

    Não chega?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem nunca me lembro de mandatos sem títulos no futebol profissional do SCP.

      Eliminar
  17. Todos os cinco membros da Mesa da Assembleia Geral do Sporting não faltaram a um jogo da equipa enquanto perdeu. Mas veio o segundo jogo em Alvalade, com o Paços de Ferreira, para a Taça de Liga (estreia de Jesualdo Ferreira), e faltaram. Depois fomos a Olhão e nem sinal de vida. Sexta-feira, com o Beira-Mar, desapareceram de vez. Conclusão: o Eduardo Barroso, o Daniel Sampaio e os demais membros da Mesa só estão bem o Sporting quando pede, por que a sua perspectiva é de destruição e os seus objectivos estratégicos o de tomarem o Clube de assalto. Com o Sporting a ganhar agiram como os ratos – deram de frosques!

    ResponderEliminar
  18. Good day! I could have sworn I've been to this blog before
    but after browsing through some of the articles I realized it's
    new to me. Nonetheless, I'm definitely delighted I discovered it and I'll be bookmarking it and checking back often!



    Feel free to surf to my weblog ... dewalt random orbit sander

    ResponderEliminar