sexta-feira, 12 de julho de 2013

MÁ-FÉ ou INCOMPETÊNCIA



Quem não é competente é... incompetente!!!

Comecemos pelo "dossier Ghilas":

O treinador do Ghilas no Moreirense, desde o dia 30 de Janeiro, era o Inácio. Poucos dias depois, o mister, fazia um parte-time no Sporting como director executivo. Teve todo o tempo do mundo para convencer o jogador a assinar pelo Sporting. Se o nosso director executivo fosse competente, quando o fcp chegasse para falar com o Ghilas e o Moreirense, o jogador tinha há muito assinado pelo Sporting.

Tudo o que o presidente disse hoje sobre este dossier, não passa de "conversa para boi dormir". Os Sportinguistas, desejavam menos conversa e ter o jogador a treinar em Alvalade. Incompreensivelmente, tiverem o pássaro na mão, perdão, neste caso foi mais que o ter na mão, foi mesmo tê-lo dentro da gaiola e mesmo assim deixaram-no fugir. Triste!!! Ainda mais triste e revelador de incompetência se torna quando o presidente diz: quando quis negociar a preferência com o Moreirense chegou-lhe a informação de que o jogador já tinha acertado tudo com outro clube [FC Porto]. Por outras palavras, estiveram a "comer sono" e quando chegaram (onde já tinham estado primeiro que os outros) já era tarde.


Quanto ao "dossier Bruma":

Epá, sinceramente, estou-me nas tintas para: os comunicados, o "falar grosso", as "bazófias", "as bocas", etc... Temos de separar o acessório do essencial. Tudo o que referi atrás, são jogos florais. O essencial é não perder uma pérola como o Bruma. O fundamental é não voltarmos a sentir a tristeza de ver jogadores criados por nós, serem proveito dos clubes nossos rivais. Já não chegaram os erros que se cometeram no passado para aprender a lição?

Mais importante que "gritar" ou medir quem fala mais grosso, importa neste momento, apostar tudo num consenso que permita a continuidade do Bruma em Alvalade. A ruptura com contencioso, levará o caso a decidir-se nos Tribunais, e, o Sporting, na melhor das hipótese a receber uma ínfima parte do valor real do Bruma.
Quem ganhará mais com este "divórcio litigioso"?
Os abutres!
Estes o que querem?
Desejam ardentemente que a situação continue no rumo actual.
Sr. Presidente, pense em 1.º lugar nos superiores interesses do Sporting, e, "ofereça" a esses oportunistas o tiro pela culatra, isto é, a renovação do Bruma.

Agora, não me venha dizer porque me causa engulhos, que aquilo que tinha para oferecer ao Bruma se pudesse falar com o jogador: "Era uma proposta que o Bruma aceitaria" 
Sr. Presidente, o Bruma esteve a treinar e a jogar em Alcochete e Alvalade, durante os dias dos meses de Março, Abril, Maio e Junho... Vamos lá ser competentes!!!

23 comentários:

  1. concordo com o último paragrafo....de resto pagai as cotas!!

    ResponderEliminar
  2. A Sporting SAD recebeu hoje uma notificação judicial avulsa em que o jogador Bruma alega que “se encontra livre de qualquer compromisso para com a requerida a partir de 30 de Junho de 2013”. Estamos a falar de uma notificação, encontrando-nos hoje a dia 11 de Julho de 2013, relativa ao passado dia 30 de Junho, o que revela bem a conduta de quem aconselha o jogador.
    Reafirmamos que o contrato de trabalho em vigor com o jogador se encontra devidamente registado nas instâncias competentes e estabelece que o mesmo cessará a 30 de Junho de 2014. Acrescente-se ainda que o montante indemnizatório definido para a cessação antecipada do contrato ascende ao montante de 30 milhões de euros.

    Este processo, pese os esforços desenvolvidos pelo Sporting e pelo desejo expresso do jogador para renovar a ligação ao Clube, tem sido afectado pelas intervenções sucessivas de diferentes representantes do mesmo. Com diversos intervenientes e diferentes versões por parte do jogador e seus representantes, o Sporting solicitou uma reunião com todas as partes interessadas para um esclarecimento cabal da posição de cada um.

    Saliente-se que ainda hoje, o Presidente da Sporting SAD aguardou pela presença do jogador e seus representantes que uma vez mais não compareceram à reunião agendada.

    Para entendimento de toda esta situação refira-se que por diversas vezes neste processo foi alcançado um entendimento com os representantes do atleta, ficando o acordo final dependente de conversa com o jogador. Sempre que se estabelecia um acordo e era marcada reunião para formalizar o mesmo, apareciam sempre novas exigências por parte dos seus representantes.

    Para que se perceba de que tipo de exigências se tratam, uma delas foi a proposta de renovação que o Sporting apresentou, em que contemplava que o jogador ficasse com 10% dos seus direitos económicos numa transacção futura. No entanto, o seu representante, Cátio Baldé, rejeitou liminarmente esta proposta porque exigia que essa percentagem, em vez de ser dada ao jogador, fosse para si.

    O Sporting reforça que desde o início deste processo actuou sempre com total lisura e boa-fé na defesa dos superiores interesses do Clube e no respeito e salvaguarda dos interesses do jogador.


    Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD

    Lisboa, 11 de Julho de 2013

    Se mandasses menos postas não se perdia nada. Não achas estranho os advogados não querem o Bruma presente? Este comunicado explica alguma coisa. Claro que tu vais arranjar maneira de dar a volta a isso.

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Aínda não fechaste esta merda de blog das osgas? pode ser que te fodas lambuças e que te cortem a garganta.

    ResponderEliminar
  6. "O fundamental é não voltarmos a sentir a tristeza de ver jogadores criados por nós, serem proveito dos clubes nossos rivais. Já não chegaram os erros que se cometeram no passado para aprender a lição?"

    mas não eras tu que apoiavas esta merda??não eras tu k na altura comias e calavas..ou melhor...miavas para dentro

    agora acordas-te para a vida (mais valia teres continuado a dormir tal o tamanho dos disparates que dizes) já rujes para fora??

    enfim

    ResponderEliminar
  7. Explicar ao Bruno e a quem estiver interessado que nunca vi um direito de preferência com a anuência do jogador como a incapacidade do paraquedista veio agora reclamar e já vi muitos. Normalmente processam-se todos da mesma maneira que o do Ghilas, através do empréstimo de outro jogador, como foi o caso do Chula. Quem quiser ficar com o direito de preferência sobre vários putos de Alcochete basta emprestar um PL ao Sporting e os jogadores nunca são tidos nem achados até porque nenhum gosta de servir de moeda de troca. No caso do Ghilas pelos vistos agora o Bruno já podia ter exercido esse direito quando foi contactado pelo presidente do Moreirense e quanto ofereceu? Nada, é mais fácil dizer que o jogador já estava no Porto. Não tarda volta a ser desmentido, independentemente da vontade do jogador. E no caso do Bruma idem aspas, até ontem nunca ofereceu nenhuma renovação ao Bruma, é tudo bazófia. Foram bons foi a boicotar o trabalho da direcção anterior, no fim não sei se GL disse ou não: - agora amanhem-se! Mas senão disse devia ter dito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que se passou neste está bem relatado pelo post do CL e por este comentário.

      Eliminar
  8. Que Ghilas preferisse o Porto é bastante verossímil, só quem não tivesse assistido à guerra na época passada no Sporting mas o que é que interessa a vontade do jogador? Bruno bateu ou não os 3M? Não bateu e ainda disse que não tinha conhecimento de nenhum direito de preferência, quando viu o jogador começar a marcar no Dragão... Parem de enganar os adeptos.

    ResponderEliminar
    Respostas


    1. Essa é boa!

      E então explica porque é que entretanto, outros preferiram o Sporting?!

      Eliminar
  9. Este blog é o máximo. A sério é o máximo.

    Concordo com tudo o que aqui se diz. O Sporting é dirigido por uma cambada de incompetentes e palermas corruptos. Andam a estragar tudo o que o godinho deixou construído com sangue suor e lágrimas.

    Viva a bancada nascente. Viva. Viva. Viva.

    fonix ... que pachorra.

    adeus!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vai pa sombra, para o sol não te fazer mal á cabeça,e ficares pior do que estás

      Eliminar
  10. É verdade que o caso do Ghilas e manifestamente um caso de incompetencia da parte da Direcção do Sporting...

    Só que não da actual, mas sim da anterior...!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah sim?!

      Explica pá! Não estou a compreender!

      Eliminar
  11. Competência:

    Aceder a dar 2M anuais a Labyad mais prémio de assinatura; ou; aceder a dar 1M de prémio de assinatura mais 1M anuais a Adrien; ou; dar 1.5M anuais a Bojinov mais prémio de assinatura; ou; contratar Alberto Rodríguez e Luís Aguiar a "custo zero" com prémios de assinatura avultados; ou; Pranjic e Boulahrouz e Onyewu = 3M/ano; ou (...) podia aqui estar a tarde toda...

    "Sr. Presidente, o Bruma esteve a treinar e a jogar em Alcochete e Alvalade, durante os dias dos meses de Março, Abril, Maio e Junho... Vamos lá ser competentes!!!" - não leste o parágrafo 5 com certeza, mas eu faço questão de to transcrever de novo:

    Para entendimento de toda esta situação refira-se que por diversas vezes neste processo foi alcançado um entendimento com os representantes do atleta, ficando o acordo final dependente de conversa com o jogador. Sempre que se estabelecia um acordo e era marcada reunião para formalizar o mesmo, apareciam sempre novas exigências por parte dos seus representantes.

    Cuidado com os foguetes, ó incendiário.

    P.S.: O Manel Justino anda chateado consigo, porque você não aparece no parque para jogar à sueca. Veja lá isso...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, de facto o Manel Justino não está chateado com (des)conselheiro leonino. Está só ligeiramente transtornado.

      Eliminar
  12. Bruno de Carvalho adoptou, desde o primeiro momento, uma estratégia de criar contínuas “cortinas de fumo” com a finalidade de canalizar a atenção, a energia e a emoção dos sportinguistas para determinados assuntos, que nem serão os prioritários neste momento. Conseguiu, assim, que a tão propalada reestruturação financeira ou os celebrados investidores, a questão de Jesualdo Ferreira ou a renovação de Bruma, a saída de Oceano ou de Fernando Nunes de Director do Departamento de Andebol, a dispensa de jogadores ou a celebrada Auditoria pareçam assuntos marginais e de menor importância. No entanto, são os aspectos centrais da “vida” do Sporting.
    Pretendendo iludir a realidade, optou por uma agenda de comunicação planeada e executada de modo a constituir um elemento estruturante do modelo de gestão desenvolvido por Bruno de Carvalho. Como é habitual visa as várias dimensões temporais, desde a gestão de Godinho Lopes à Assembleia Geral, dos empresários do futebol ao corte de relações com o FCPorto e assim sucessivamente.
    Ao mesmo tempo bombardeou com napalm tudo o que mexe, ameaçou todos com a sua “voz grossa”, reuniu um exército de fanáticos que vêm bruxas conspiradoras em cada esquina… e, agora, lamentam-se que “não vai ser fácil”!
    Esta estratégia tem um ponto fraco: dificilmente se prolongará durante um mandato presidencial e esgotar-se-á em determinado momento. Para já, precisa de encontrar novos “alvos” que iludam a incapacidade de Bruno de Carvalho de corresponder às expectativas dos sportinguistas. Depois dos inimigos externos passou a identificar os “inimigos” internos. Identificados estes voltou aos primeiros.
    Bruno de Carvalho pensará, quem sabe, que consegue gerir o Sporting num frenesim constante com uma pseudo linguagem libertadora e transformadora. Neste contexto, a prometida transparência no quotidiano da acção directiva do Sporting é letra morta, assim como a celebrada cultura de exigência que o novo presidente prometeu implantar no Clube.
    Para já, encostou às cordas muitos dos que torcem o nariz à sua gestão e inebriou muitos sportinguistas, de acordo com a sua cartilha de estratégia de “governo”. E assim vai gerindo o clube com palavras de vento e as mãos cheias de coisa nenhuma!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se me permite gostaria de sublinhar esta frase do seu comentário, que acho que sintetiza bem o que se passa

      " E assim vai gerindo o clube com palavras de vento e as mãos cheias de coisa nenhuma!"

      O que a sua frase explícita, é que ele é um autêntico vigarista.
      Não têm nada para acrescentar ao clube, vieram tirar!
      E isto só é possível porque a maior parte da falange de apoio não passam de crianças.
      Pessoas do meio desportivo não vão no discurso, porque sabem que não passam de aldrabices.

      Eliminar
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  14. uma perguntinha que estranhamente não vi ninguém fazer ainda não é só o presidente que tem responsabilidade nisto o spercompetente Inácio não é o responsável pelo futebol ou meteu férias também até a poeira acentar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Inácio agora não pode falar, está ocupado a fazer os lacinhos.

      Eliminar