sábado, 11 de maio de 2013

Adeus Prof Jesualdo, muito obrigado!!!


O governo anuncia negociações com os parceiros sociais, no entanto, toda a gente sabe é apenas uma farsa... o que é colocado em cima da mesa para negociar, já está decidido previamente.
Deixando-me de politiquice e olhando para o Sporting:

A saída do Prof Jesualdo é um dado adquirido há muito...
As noticias plantadas nos jornais, a foto de cima (tudo menos inocente)  e as "legendas" ao conteúdo da conversa de café, foram encomendadas, por quem quer afastar o Prof do comando técnico do Sporting. Tentam passar a mensagem de que o Prof é caro (desmentido categoricamente pelo mister) e melindram o Prof afastando-o da preparação da próxima.
Deixemo-nos de paninhos quentes!!!
O Presidente Bruno de Carvalho não quer o Prof Jesualdo.
De forma cristalina, decidindo dessa forma, coloca o interesse pessoal acima dos superiores interesses do Sporting Clube de Portugal.

O Prof. Jesualdo é o homem certo no lugar certo!!!
Resgatou uma equipa feita em bocados!!!
Ensinou os jogadores a jogarem como elementos de uma equipa.
Ensinou a equipa a defender.
Ensinou a equipa a saber ocupar os espaços no terrenos de jogo.
Enfim, foi o melhor que nos aconteceu nos últimos largos anos.

Dúvidas sobre isto?
Não havendo dúvidas porque vai ser mandado embora?
Interesses pessoais!!!

PODER E AUTONOMIA

Pois, a missão para preparar a próxima época cabe ao Inácio?
Com todo o respeito, não confio nele!!!
Desempenhou esta função no Leixões, foi despedido por incompetência!!!
De Vaslui, saiu literalmente a fugir porque o acusaram de ganhar comissões com os jogadores!!!

O Inácio sendo um homem da confiança do Presidente, terá legitimamente o poder.
No entanto, isso não significa que o treinador não tenha autonomia para preparar, planificar e escolher o melhor para a época futebolística.
Ou não é assim?

20 comentários:

  1. Amigo eu no meu trabalho também sou extremamente competente e mesmo isso nao me da o poder de escolher com quem vou trabalhar/cooperar ou a quem respondo certo?

    Gosto do professor e defendo a sua continuidade mas por outro lado ninguém é insubstituível e mais importante, ninguém é maior do que o Sporting. A direção do clube foi eleita pelos sócios, o director Inácio foi eleito pelos sócios e ao professor Jesualdo resta aceitar ou nao o que lhe propõe a estrutura.


    Outra coisa que me chateia é o DRAMA que fazem com isso, Fdx vês o Porto ou o Benfica na mesma situação? Os treinadores nao acabam contrato este ano? Nao sao treinadores campeões? Então se sim, porque tanta merda, porque dar importância aos jornais? Quando se decidir seremos todos informados e aí sim podemos comentar algo concreto, ate lá...


    SL

    ResponderEliminar
  2. Estou estalando para conhecer o nome do novo treinador. Vai ser esfusiante assistir à reacção dos brunecos... Já que o Sporting tem de passar por isto, ao menos tenho a satisfação de ver esta tralha contorcer-se toda até que os sócios ponham o Bruno fora do Sporting.

    ResponderEliminar
  3. pois! devia ser mas eles é que foram eleitos e têm todo o direito de fazerem as asneiras que quiserem portanto deixai-os trabalhar

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  7. Boa tarde, eu realmente quero que o Sporting volte ao seu lugar no meio dos 3 grandes e para tal só é possível com o JF o homem que ainda com alguns resultados negativos conseguiu levantar uma equipa que estava com a moral em baixo coisa que não foi fácil e de preferência que Benfica e Sporting se juntem como os grandes de Lisboa e derrubem esse sistema montado pelo norte e que nos próximos campeonatos vença o melhor mas de forma digna e dentro de campo.
    Saudações Benfiquistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sporting não tem que andar a bajular ninguém, comentários destes metem-me nojo. Entre outros erros que temos cometido estes anos, um foi sem dúvida nenhuma andarmos a arregaçar as calças e colocar-mo-nos a jeito ao porto, pensei que com isto todo e qualquer Sportinguista andasse farto de levar no cú, mas este comentário é de quem só quer trocar de pila... O nosso Sporting deve seguir o seu caminho contra tudo o que se colocar na frente (com as devidas consequências que essa atitude acarreta) quem quiser que o siga.

      SL

      Eliminar
    2. Se Jesualdo ficar, pelo bom trabalho que tem realizado, tanto melhor, se não... boa sorte no seu futuro!

      Desespero por ele sair é que não, treinadores há muitos! Há experientes (Manuel José), há novos (Rui Vitória), há repetentes (Fernando Santos), há dos rivais (Jesus, se sair) e muitos outros, no Sporting (salvo raras excepções, entre eles o Franky e o Sá Pinto desde a pré-temporada) o os treinadores têm sido muito bons para as condições que tinham:

      Fernando Santos - Perdeu o campeonato para o porto campeão europeu de mourinho (uma fatalidade do destino), com uma das maiores pontuações da nossa história.
      Peseiro - Embora não me encha os olhos, fez um rico trabalho, não fosse a falta do Luisão sobre o Ricardo e tinhamos sido campeões, aí a moral na final de Alvalade iria ser certamente outra.
      Paulo Bento - Em 4 anos 4 segundos lugares (que nunca nos deverão servir de consolação) com equipas pobres de reforços e muita malta da cantera... Ainda assim, não fosse as arbitragens e teriamos sido campeões em pelo menos dois desses dois anos.
      Carvalhal - Não se percebe porque foi afastado, estava a fazer um bom trabalho, equipado ou melhor do que o que está a fazer agora o Jesualdo.
      Paulo Sérgio - Não foi exuberante, mas não havia ovos para a omelete.
      Couceiro - Foi linchado por todos os candidatos nas eleições de 2011, todos tinham o seu treinador, pelo trabalho que teve, como Carvalhal, melhor ou pelo menos igual ao que Jesualdo está a fazer, saíu.
      Domingos - Tinha ovos para a omelete, apanhou uma péssima estrutura que não lhe deu o tempo que a criação de uma equipa totalmente nova exigia...
      Sá Pinto - Recuperação boa teve este, não chegámos ao 3º lugar por descarado gamanço liga europa linda que fez todos sonhar. Na nova época perdeu o pragmaticismo que teve na anterior e não identificou as lacunas deste plantel.

      Jesualdo - boa recuperação, mas se sair, há-de vir outro. O que vier não devemos nós sportinguistas fazer o que fazemos melhor neste últimos anos, merda. Tivemos a hipótese de Mourinho substituir o Inácio e... Ah não que levámos 3 dele na luz... tivemos um treinador campeão, cujo plantel foi abalado pelo caso Jardel e como tinha cara de parvo, falava esquisito e os invejosos dos lampiões e dos andrades gozavam com ele, mandámos embora, sim o Bolöni. Não vamos queimar e continuar a fazer disto o cemitério que tem sido, vamos antes honrar os mortos e aprender com o que lhes fizemos.

      Interesses pessoais defender a sustentabilidade do Sporting?? Quando apontamos um dedo a alguém temos quatro virados para nós.


      SL

      Eliminar
  8. 1. Não se sabe se o jesualdo fica
    2. Não me parece que os bons ou maus resultados dependam apenas do treinador (Sá Pinto cá era incompetente e agora tem 8 vitorias consecutivas no campeonato servio)
    3. Nunca vi um funcionario querer escolher os seus patroões
    4. Está mais que visto eu Jesualdo nunca quis fazer parte deste projecto.
    5. JJ não trabalha com Rui Costa ? Vitor Pereira não trabalha com um corrupto qq? Paulo Bento não trabahou com barbosa ? Que mariquice é essa agora de Manager ? de querer comprar os jogadores ?
    6. Ninguem está acima do Sporting - nem jesualdo, nem manuel Fernandes nem o Dr. Bruno de Carvalho.

    ResponderEliminar
  9. Mais do que um treinador, o Sporting precisa para o ano é dum verdadeiro ponta de lança (saudades de Acosta ou Jardel) e um eximio marcador de livres (saudades de andre cruz ou balacov).

    Ajudem-me a perceber uma coisa:
    Vão 3 à liga dos campeões e 3 à liga Europa? Correto?
    O Guimarães só por estar na final taça e mesmo que não ganhe, já está na liga Europa?
    Se sim, ok.
    Se não e caso empate na próxima jornada com o rio ave e o sporting ganhe, não ficamos em 6º lugar?
    Não nos dá acesso à liga europa?

    Ed

    ResponderEliminar
  10. Fui a Alvalade, mas achei o jogo muito fraco. O último quarto de hora defendemos como as equipas que estão para descer...Como é o caso do Olhanense. Hoje fui com toda a família , como é costume e não gostámos do jogo. A equipa é muito fraquinha, o único que leva a equipa para a frente é Capel. O motivo de preocupação são as assistências aos últimos 3 jogos em Alvalade. Mesmo ainda a jogarmos para a Europa tivemos, 26 mil, 30 mil e 23 mil espectadores (com os sócios a entrarem de borla, convites, e dia da Mulher sportinguista). Estas assistências, com todas estas benesses, são preocupantes, aliás muito preocupantes! Se para o ano os melhores jogadores (os poucos que fazem a diferença) se forem embora temo a quantidade de Gameboxes vendidas e sócios com as quotas em dia! É muito fácil alguns dizerem: "O Sporting é nosso outra vez", mas depois não terem condições para manterem um Sporting à altura das suas tradições. Se para além do Futebol somarmos a razia que falam nas Modalidades, temo pelo futuro do Sporting. Eu espero para ver. P.S.- Sou um apoiante do Prof. J.F. à frente da equipa leonina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro. A maioria eleitoral do actual presidente não conta para nada na hora em que os adeptos decidirem comprar bilhetes de época e bilhetes de jogo. Vão gastar dinheiro com o Sporting dependendo da expectativa que o Sporting lhes gerar.

      Na primeira época do Godinho Lopes, apesar da polémica na sua eleição, como o Domingos tinha boa imagem junto dos adeptos e fizeram-se muitas contratações, gerou-se um movimento que fez com que se tivessem vendido muito mais Gamebox do que nos anos anteriores. Agora, mesmo com borlas os adeptos não vão lá em número significativo porque o objectivo é muito modesto, os jogos têm pouco interesse e porque também têm consciência que muito poucos jogadores do actual plantel vão continuar no clube. E se no próximo ano as apostas de Bruno de Carvalho forem pobrezinhas, as pessoas não aparecem. Isto se não correrem com ele entretanto, o que também não merecia outra coisa por ter enganado os sócios.

      Eliminar
  11. Vai embora, e depois? Este ano teremos exemplos de outros treinadores, que a avaliar pelos resultados mais competentes de alguns deles, provavelmente, com títulos ganhos, exemplo de Vítor Pereira que se poderá sagrar bi-campeão!!! na sua segunda época como treinador principal, não continuarão à frente das suas equipas.
    Também vejo com pena a sua saída, mas nunca a vou dramatizar.
    Agora não posso, nunca, concordar com quem a dramatiza, não o sentindo, mas sim como forma de atacar o Presidente e a sua estratégia, que, a ser errada, no futuro será avaliada, no futuro.
    Pensar que a actual estrutura eleita, no caso Inácio, não tem competência para o cargo para o qual foi mandatado pela maioria dos sócios, e com isso exultar, faz-me lembrar os festejos dos lampiões este ano. Há notícias de morte que são manifestamente exageradas.
    Saudações Leoninas
    A

    ResponderEliminar
  12. Estes fundamentalistas são giros. Arranjaram um Ayatollah e, já estão descansados. As decisões tomadas, são todas certas. Nunca há dúvidas. Lembram-se aquela frase do Cavaco ? "Nunca me engano, e raramente tenho dúvidas". Bom, Deus queira que corra tudo bem.

    ResponderEliminar
  13. O sporting não se deve subjugar a nenhum treinador, apesar de reconhecer os méritos do jesualdo.
    Não ganhamos a ninguém por mais de um golo, temos o lugar que mereçemos.

    ResponderEliminar
  14. Relva

    Confundir o Sporting com a direcção do clube é uma barbaridade!

    ResponderEliminar
  15. Mas repara, tu confiaste e defendeste o Godinho até ao fim portanto já chegámos à conclusão que não tens muito jeito para isto.

    ResponderEliminar
  16. Mas repara, tu confiaste e defendeste o Godinho até ao fim portanto já chegámos à conclusão que não tens muito jeito para isto.

    ResponderEliminar
  17. Rafael era um jovem promissor. Tinha terminado, fazia dias, o seu curso de medicina a muito custo. Não só pelas perseguições torpes de alguns professores sem escrúpulos, mas também pelas privações, agruras, e dificuldades, daqueles anos sombrios e de desconsolo que se viveram a seguir ao final da Grande Guerra.

    Vicissitudes…diziam uns, contingências…diziam outros.

    Vivia numa pequena cidade da Baixa Baviera. Simples, ordeira, limpa, asseada (que não é o mesmo que ser limpa) onde todos se conheciam.
    Era uma cidade de hábitos adquiridos, de tradições arraigadas aos seus antepassados, que na realidade, não eram outros que não os familiares dos seus habitantes.

    Mas era uma cidade triste, melancólica, de poucas palavras, em que imperava o sentimento de injustiça e de traição.

    Talvez por ser um jovem promissor, não gozava da simpatia, nem do apreço de alguns dos seus vizinhos.
    Não se sabe se por desconfiança, se por receio, mas sempre por inveja.

    Um dia, naquele gélido Inverno duma Hiperbórea – onde o Sol nunca se põe – que havia de chegar, Rafael, estava sentado no Café Central, desfolhando como sempre, o jornal Völkischer Beobachster ao sabor do seu reconfortante chocolate quente com um pau de canela.

    De repente, um limpa-neves descontrolado, vem de cambulhada pela rua abaixo e abalroa violentamente D. Florípedes, uma anciã que despreocupadamente e em paz, atravessava a rua, para ir, como todas as manhãs, à florista comprar flores para colocar na campa do seu defunto marido.

    Projectada impiedosamente pelo ar, veio a aterrar trinta metros mais à frente, num pequeno jardim que separava a estrada da casa do prior.

    No seu trajecto, ainda foi avistada no Salão de Chá que se situava num terceiro andar de uma casa apalaçada no final da rua.

    Rafael, em pânico, correu com quantas forças tinha, em auxílio daquela que era a velhota mais querida da terra.

    Tudo tentou. Massagem cardíaca, respiração artificial, todos os tipos de reanimação possíveis, mas já era tarde.

    Nisto, um dos muitos habitantes da pequena cidade, que acorreram ao local em alvoroço, e perante os rasgados elogios de todos os presentes, que testemunhavam que Rafael ainda tinha tentado tudo o que era possível, disse:

    __ Não sejamos tão sectários! É ou não, a não salvação da D. Florípedes, o ponto baixo da ainda curta carreira dele? Não quer isto dizer que a culpa é dele!

    Rafael, extenuado e consternado, ainda caído sobre o corpo da anciã querida, levantou-se, olhou para ele em silêncio, sacou da sua pistola Luger Parabellum P-08 e deu-lhe três tiros no peito.

    Perante tal tragédia, nos dias que se seguiram, o povo comentava em surdina.

    Vicissitudes…diziam uns, contingências…diziam outros.


    Pois bem....os apoiantes de Godinho e companhia lda mereciam era dois tiros nos cornos, pk de Sportinguistas nada têm...

    ResponderEliminar